Oi, gente! Hoje quero compartilhar com vocês o que achei da graphic novel Placas Tectônicas.

Placas tectônicas é a autobiografia ilustrada da desenhista e quadrinista francesa Margaux Motin. Nela temos os altos e baixos da vida da autora, retratando sua recém separação aos 35 anos e a descoberta de um novo amor, duas coisas que mudam completamente a vida de Margaux.
Sua recém “liberdade” adquirida gera nela uma crise de identidade e irresponsabilidade, fazendo com que ela tome várias decisões diferentes, umas não tão boas quanto outras. É nessa bagunça que se tornou a vida de Margaux que mergulharemos, acompanhando suas loucuras e o desenrolar de sua vida, que engloba amigas fiéis, um novo namorado, e uma filhinha extremamente adorável.
Eu tenho que confessar que não me apaixonei pelo livro. Ele é bem curtinho (são 256 páginas cheinhas de ilustrações) e mesmo assim não me senti muito animada para acompanhar a história da Margaux, demorando alguns dias para terminar a leitura. Além disso, não consegui me identificar muito com a ilustradora (apenas em poucas partes).

Fiquei um pouco decepcionada, na verdade. Eu esperava amar a história, adorar ao ponto de favoritar o livro, mas nem de perto isso aconteceu. Porém sinto que a culpa não foi do livro em si, mas do meu estado de espírito no momento.
Talvez a Thaissa do futuro goste mais dele do que a Thaissa de hoje. Sinto que esse não foi o momento ideal para entrar nessa história (às vezes essas coisas acontecem comigo). Mas mesmo não o amando, Placas Tectônicas é um livro bem amorzinho, com elementos engraçados e outros mais sentimentais. E apesar de não parecer, depois de tudo isso que eu disse, eu gostei sim do livro (principalmente pelas ilustrações maravilhosas). Só não o adorei como achei que aconteceria.
As ilustrações são lindas e as manipulações em fotografias também são um amor. Amei o traço da Margaux, as cores e a falta de luz e sombra. Os desenhos dela me fizeram perceber que mesmo sem esses dois elementos (luz e sombra) a arte pode ser perfeita! Certamente ela se tornou uma referência para mim e pretendo acompanhar mais o seu trabalho.

A edição está maravilhosa, e devo confessar que um dos motivos que me fizeram querer esse livro foi a capa, que é linda, branquinha e com toques de cor fantásticos (e sem verniz localizado). A lombada para mim é a melhor parte! A letra branca no fundo pink roubou meu coração para sempre. A editora Nemo fez um belo trabalho.
E vocês? Já leram ou pretendem ler Placas Tectônicas? Conhecem o trabalho da Margaux Motin?

Espero que todos tenham uma semana maravilhosa!

Tchau, tchau!

♥ Facebook ♥ Instagram ♥ Twitter ♥ Flickr ♥ Pinterest ♥ Skoob ♥ Goodreads 

8 Comentários

  1. Não conhecia a Margaux!! Amei o livro e as ilustrações, o post ficou muito lindinho!! Esse tipo de coisa realmente acontece... Algumas vezes apenas não é o momento certo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela tem um trabalho muito bonito! <3
      Que bom que gostou do post! Obrigada!!!
      Sim, sim... Acho que o lerei de novo no futuro para ver se minha opinião continua a mesma.
      Beijos!

      Excluir
  2. Já faz um bom tempo de quando vi esse livro pela primeira vez e eu fiquei apaixonada pelo título dele, haha.
    Acho que eu não iria gostar tanto do livro pois creio que eu não iria me identificar com as situações.

    Amei sua resenha e a forma como você falou do livro ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, foi o mesmo que aconteceu comigo. Fiquei apaixonada pelas ilustrações, por isso decidi comprar, mas no final não me identifiquei muito com as situações do livro. Acontece! xD

      Awn, muito obrigada! Eu nem gosto de considerar os textos que escrevo como resenhas, pois sei que falta muito, mas fico super feliz que tenha gostado! <3

      Excluir
  3. Eu também fiquei com vontade de ler esse livro pela capa!
    Achei muito linda e adoro livro de ilustradores.
    (*^3^)/~☆ Beijos
    Fragmentada ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que ele vale a pena pelas ilustrações (que são simples e maravilhosas), é bom tê-lo para referências e tal! ^U^
      Beijos!!!

      Excluir
  4. Placas Tectônicas é maravilhoso. Ainda bem que tu admitiu que o problema não é com o livro, mas contigo mesma. Posso não ter me identificado com tudo o que tem naquelas páginas, mas ri alto e várias vezes com as passagens insólitas da Margaux.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou do livro e se divertiu com ele! ^-^

      Excluir